COMUNICADO


COMUNICADO

Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

ACADEMIA UP FITNESS AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

BARBEARIA TOK ESPECIAL EM AGRESTINA

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

NOVA INTERNET A PIONEIRA EM AGRESTINA

JACKSON CELL

JACKSON CELL

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

MENOR É ASSASSINADO NA ZONA RURAL DE CARUARU.




O Cabo Feliciano e o Sargento Janduí do Corpo de Bombeiros, tiveram muitas dificuldades em localizar e retirar o corpo da água.
Eles contaram com o apoio dos soldados Robervalter, Adriano e Apolônio.





O agente Silvio e o Comissário Geraldo Majela, auxiliaram o perito criminal.
O soldado Cabral, agente Bruce e soldados S. Silva e Tabosa, conversaram com moradores da área.
Na manhã desta quarta-feira (07) foi assassinado a tiros no sítio Torre, na zona rural de Caruaru, o adolescente, José Anderson Ramos de Moura, que era conhecido por “Lela” tinha 15 anos, era amasiado e morava no bairro José Liberato. Ele foi baleado na plantação de pimentão do pai e para tentar se salvar mergulhou nas águas do Rio Ipojuca, que passa ai lado da plantação e morreu.

Segundo o pai, seu José Demétrio, o filho arranjou uma namorada recentemente na Vila Canaã, que fica na divisa com a cidade de Toritama e há dois meses resolveu morar com ela que está grávida de dois meses e o ex-marido dela que cumpre pena no presídio de Canhotinho, com quem a mesma tem um filho teria jurado seu filho de morte, dizendo que quando saísse do presídio o mataria e hoje pela manhã foram vistos rondando o sítio Torre uma Parati azul e uma moto e em dado momento ele deixou o filho só na plantação, foram ouvidos alguns disparos e ele deduziu que tivessem matado o seu filho e quando chegou no plantio os funcionários disseram que chegaram dois homens em uma moto, atiraram no seu filho que para tentar se salvar percorreu uma distância de uns 150 metros e mergulhou no rio, onde foi encontrado morto embaixo da baronesa.

O corpo foi retirado da água pelo Corpo de Bombeiros e oSargento Janduí, que teve que se sujar com a água poluída para localizar e retirar o cadáver disse que o jovem morreu em decorrência dos cinco tiros que tomou, sendo dois nas costas e três na face. O Sargento e o Cabo Feliciano, que entraram na água tiveram que procurar um hospital devido ao fato de terem se sujado com a água imunda do rio.


Este foi o 5º homicídio do mês de outubro e o 161º do ano de 2015. O corpo do jovem foi encaminhado para o IML local. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.